top of page
Serra do Mar.jpg
AdobeStock_103866526.jpeg

 Manoel de Barros expressa de maneira esplêndida esse sentimento que desperta em contato com a natureza:

...Prezo insetos mais que aviões. Prezo a velocidade das tartarugas mais que a dos mísseis. Tenho em mim esse atraso de nascença. Eu fui aparelhado para gostar de passarinhos. Tenho abundância de ser feliz por isso. Meu quintal é maior que o mundo."

A Mata Atlântica

            Em termos de biodiversidade a Mata Atlântica é considerada um hotspots, ou seja, uma das 34 áreas mais biodiversas e ameaçadas do planeta, seus remanescentes estão localizados nas regiões mais povoadas do país e o que restou, em grande parte, se deve a sua topografia íngreme de difícil acesso. Na região de São Sebastião a Mata Atlântica está conservada numa reserva de proteção integral, proporcionando diversos serviços ecossistêmicos, como abundância de água potável, ar de excelente qualidade, recursos genéticos, alimentos, além de bem estar físico e emocional.

O Bioma apresenta cerca de 20 mil espécies vegetais, sendo 8 mil endêmicas (só existem na Mata Atlântica), possui a maior diversidade de espécies de árvores do mundo, com mais de 450 espécies por hectare, mesmo com apenas 7,9% da sua extensão territorial original (92,1% do que existia de Mata Atlântica já foi devastado), segundo dados da SOS Mata Atlântica. Para se ter uma ideia do que esses números representam, em toda a América do Norte são estimadas 17 mil espécies vegetais, na Europa cerca de 12.500 espécies de plantas. Portanto, é fácil entender porque a Mata Atlântica possui estruturas e composições florísticas inigualáveis e tão diferenciadas.

Dentro da riquíssima fauna existente, já foram registradas cerca de 1020 espécies de aves (188 endêmicas), 350 espécies de peixes (133 endêmicas), 340 espécies de anfíbios (90 endémicas), 261 espécies de mamíferos (55 endêmicas), 197 espécies de répteis (60 endêmicas). Além disso, pelo menos 60% das espécies de fauna e flora brasileiras ameaçadas de extinção localizam-se na área de abrangência da Mata Atlântica. Abriga 7 das 9 grandes bacias hidrográficas do Brasil (Rios São Francisco, Paraíba do Sul, Doce, Tiête, Paranapanema, Ribeira de Iguape e Paraná) que abastecem mais de 112 milhões de brasileiros em 3,4 mil municípios. Apresenta cerca de 70 povos indígenas em inúmeras aldeias e mais de 370 comunidades quilombolas. A Rota 55 apresenta aos turistas um pouco do que representa essa inestimável biodiversidade.

PHOTO-2019-06-23-11-37-40 (1).jpg

Inserida na Mata Atlântica

          A Rota 55 está completamente inserida em área de Mata Atlântica bem preservada, 68% do município de São Sebastião está protegido pelo parque Estadual da Serra do Mar, a maior Reserva de Mata Atlântica

contínua do país. Toda sua extensão territorial apresenta belezas naturais, com rios de águas límpidas, cachoeiras, e um grande número de representantes da nossa riquíssima fauna e flora. As áreas de floresta nos permitem desfrutar de  

caminhadas em meio a trilhas naturais, tomar banho em diversas cachoeiras e piscinas naturais de águas cristalinas, respirar ar puro e curtir um clima agradável.

Cachoeira do cacao.jpg

Não há dúvidas que São Sebastião (SP), a cidade mais antiga do litoral norte de São Paulo, concentra uma significativa vegetação e diversidade de flora do Bioma Mata Atlântica exuberante, com praias incríveis e um visual de tirar o fôlego! Essa combinação oferece ao turista inúmeras possibilidades para se reconectar com a natureza. Uma delas é a observação de aves, atividade que vem encantando cada vez mais pessoas a estarem mais próximas do mundo natural. Também, é mesmo de se esperar, já que no Brasil foram identificadas cerca de 2000 mil espécies de aves, o que coloca o país em segundo lugar em diversidade, atrás somente da Colômbia. Só no estado de São Paulo, são mais de 700 espécies de

aves e, destas, 361 ocorrem em São Sebastião, de acordo com o WikiAves, a maior plataforma de observadores de aves do Brasil. Notadamente, o segmento do turismo que mais cresce no Brasil é a observação de aves (Birdwatching) ou, como vem sendo chamada atualmente: Passarinhada. Essa atividade multifuncional pode ser feita em qualquer idade, individualmente ou em grupos de pessoas que, por meio da curiosidade, se deslocam a diferentes locais para observar aves raras, endêmicas, coloridas ou mesmo as urbanas, que também proporcionam a quem as observa muitos encantos! A observação de

aves pode ser feita por qualquer pessoa, por conta própria, ou com um guia especializado que poderá apresentá-las e levar os observadores aos ambientes em que elas vivem. As aves têm um período de maior atividade no início da manhã e no fim da tarde, mas, elas podem ser observadas durante todo o dia e até mesmo a noite.

A observação de aves, além de ser uma fonte de conhecimento, contribui para agregar  diferentes interesses, aquece a economia local e promove a conservação da natureza. E o mais importante, traz vários benefícios para sua saúde, pois reconecta corpo, mente e natureza, diminuindo o estresse, estimulando a percepção, ampliando os sentidos, exercitando a paciência, a disciplina e a atenção.

trilhas.png

TRILHAS

Viva esta ideia!
Contrate passeios